Curiosidade Master

A curiosidade é um impulso para aprender.
10 curiosidades interessantes sobre a Google

É praticamente impossível escapar da Google – ela está em todos os lugares. O buscador é o mais utilizado da internet, o YouTube é dela, o serviço de email e o navegador são extremamente funcionais, os mapas são completos, o sistema operacional móvel é o mais popular do mundo, o tradutor pode salvar você em momentos de aperto, o sistema de publicidade é altamente rentável… São inúmeros os exemplos. Mesmo sendo um grande fã da empresa, você possivelmente ainda não usou todos os serviços oferecidos por ela, tamanha a quantidade de ferramentas e páginas existentes.

1. Massagem nas costas

O primeiro nome do buscador de Larry Page e Sergey Brin foi “BackRub”. O sistema foi criado em 1996 como um mecanismo que analisava dados baseados em backlinks, páginas da internet com redirecionamento para outra postagem — como a página de resultados do Google ou um texto com “Clique aqui para saber mais”. O curioso é que o termo significa literalmente, em português, “esfregar as costas”. Já pensou se o nome continuasse esse?

2. “Aff, estagiários”

Em busca de um nome melhor, a ideia era achar um termo que fosse relacionado a “catalogar uma imensa quantidade de dados”. O que surgiu foi o termo “googol”, que é 10 elevado à centésima potência, e “googolplex”, 10 elevado a um googol. Enquanto procurava por domínios de hospedagem, Sean Anderson, um dos assistentes de Larry e Sergey, errou a escrita da palavra e pesquisou por “Google.com”, que estava livre. A dupla curtiu o neologismo e registrou a página em 15 de setembro de 1997.

3. O primeiro doodle

Quase todos os dias, a página inicial do buscador está diferente, com a logo desenhada em um dos chamados doodles. Mas qual foi o primeiro? Em 30 de agosto de 1998, Larry e Sergey viajaram para o Burning Man Festival, um evento de arte e expressão que acontece no deserto de Black Rock, em Nevada. Para avisar ao público que o site estava sem manutenção e sem a presença dos fundadores durante o fim de semana, a logo do festival foi colocada junto ao nome.

4. Brincando de Google

Lidar com tantos dados e algoritmos não é fácil hoje e era muito pior em 1996. O primeiro equipamento de armazenamento da empresa consistia em dez unidades de disco de 4 GB (tecnologia de ponta na época) dispostas em um grande e colorido bloco de LEGO. O gabinete foi montado assim por ser facilmente expansível, desmontável e, acima de tudo, barato.

5. Já carregou?

A página inicial do buscador é minimalista e objetiva, mas ela começou assim só porque Larry e Sergey não eram grandes conhecedores de HTML para algo mais elaborado. O estranhamento inicial foi grande: nos primeiros testes, as pessoas encaravam o monitor por vários segundos esperando que mais algum elemento fosse carregado naquela tela excessivamente branca.

6. A primeira vez ninguém esquece

Notícias da Google comprando startups ou grandes empresas hoje são rotina. Porém, a primeira aquisição da companhia aconteceu em 2001: foi a Deja News, um sistema de busca que listava mensagens postadas em grupos de discussão Usenet. O banco de dados histórico de artigos, notícias e outros conteúdos até já foi cedido para consultas de universidades e foi transformado nos “Grupos do Google”.

7. Google, propriedade do Yahoo!?

Historicamente um dos grandes rivais do Google, o Yahoo! poderia ser, na verdade, dono do atual líder do mercado de buscas. Em 2002, o CEO, Terry Semel, teve recusada uma oferta de US$ 3 bilhões para comprar a empresa de Mountain View. Em uma reunião com o conselho, Semel recebeu a informação de que um valor justo seria US$ 5 bilhões — quase todo o orçamento de negócios daquele ano. Como a Google era menor e menos rentável que o concorrente, o executivo bateu o pé e se recusou a fazer uma nova proposta.

8. Surra na bolsa de valores

A Google abriu o capital no mercado de ações (a chamada IPO) em 2004 e terminou o primeiro dia de negociações com US$ 85 por unidade — um fracasso para a época e para a empresa, que tentava comercializá-las a US$ 100. O mundo dá voltas e, em dez anos, elas valorizaram 1.294%. Se você investisse US$ 10 mil na época e guardasse os papéis, eles valeriam hoje cerca de US$ 139,4 milhões.

9. “Just google it”

O verbo “google” (que em português poderia muito bem ser algo como “googlear”) foi inserido nos renomados dicionários Merriam-Webster e Oxford English Dictionary em 2006. Dentro da empresa, dois termos foram criados para os funcionários: os “googlers” são os veteranos da casa, e os “nooglers” são os novatos, aqueles que usam um chapéu colorido com uma hélice no topo.

10. Estreias

Feito em 25 de fevereiro de 2009, o primeiro tweet da conta oficial da Google foi “I’m feeling lucky” (“Estou com sorte”), com as duas últimas palavras escritas em binários. A postagem inicial no Facebook foi em 27 de julho do mesmo ano, mas foi um recado tradicional.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.